terça-feira, 30 de setembro de 2014

Algumas reflexões sobre o processo do sonho: filme Inception


Frases importantes para refletir, extraídas do filme:
"O parasita mais persistente não é o verme, a bactéria ou o vírus, mas sim a IDEIA... Uma vez que uma ideia se apodera do cérebro, é quase impossível erradicá-la."

"Construir sonhos a partir de memórias é a melhor maneira de perder a noção do que é real e do que é sonho."

"No meu sonho jogam segundo as minhas regras".

"Bem, deixe-me plantar uma ideia na sua mente. Eu digo, não pense em elefantes. No que pensa? Em elefantes."



Documentário contido nos extras do filme 'A Origem'

"Sonhos: Cinema do inconsciente" 

 Algumas sínteses importantes extraídas do documentário:


Sonhos fazem as pessoas mudarem suas opiniões, suas vidas.

Sonhos sintetizam situações. Sonhar é ter a percepção livre de limites.

Índios pensam que o sonho são outras realidades. 

Nosso cérebro não consegue diferenciar o sonho daquilo que chamamos 'mundo real'... temos emoções reais nos sonhos... e qual seria então, a real diferença entre o sonho e a realidade? nenhuma, os dois são ilusões. 

O cérebro tem um simulador de realidade nele mesmo.

 










domingo, 28 de setembro de 2014

Macaco - Brindo Por Tí

Extraído do álbum: El Murmullo del Fuego (dirigido por Gustavo Carballo para Micropunto Films).

Inspirado na teoria do 'divulgador científico' Eduardo Punset: 
"Las pequeñas celebraciones que llevamos a cabo todos los días hacen que segreguemos endorfinas en nuestro cerebro que regeneran las células neuronales. La salud de estas células contribuye a la sensación de felicidad vital. Celebrar la vida un poco cada día, ayuda a que cada vez más sintamos un estado de felicidad global."


Brindo Por Tí 


Brindemos por la vida
Porque la vida nos lo da eh...
Brindemos por la vida
Porque la vida nos lo brinda oye...
Y es que solo depende de ti
Cogerlo con las dos manos mientras exista eh...
Brindo por tu guiño cuando mi cuerpo andaba dolido
Brindo por ti
Por los corazones sin relleno
Por la gente todo terreno
Brindo por ti
Por los que abrazan su pasado
Pasaporte para su paso
Brindo por ti
Por los que hablan sin hablar
Con miradas de complicidad
Brindo por ti.

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Na hora de votar, avalie a ficha do candidato

Divulgo aqui uma iniciativa muito interessante do Congresso Foco, alinhada com nosso planejamento de mobilização para as Eleições. A proposta é espalhar os nomes dos substitutos dos candidatos barrados pela Justiça Eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa.

Como aconteceu em 2012, quando a Lei foi aplicada pela primeira vez, muitos candidatos barrados neste ano estão usando brechas para conseguir chegar ao poder. A estratégia é a renúncia seguida da substituição, em geral por cônjuges e parentes. Vale a pena se informar e divulgar a informação. Apesar do nossos sistema ainda ser muito injusto não podemos deixar de valorizar o voto e incentivar o voto consciente.

Em 2012 aconteceu exatamente isso em Ribeirão Bonito, com base na Lei da Ficha Limpa, a população se conscientizou e decidiu não votar na esposa do Ex-Prefeito de Ribeirão Bonito (que tinha a maioria das intenções de voto no início da campanha e no dia das eleições não ganhou em nenhuma urna), já condenado em segunda instância e com mais de 8 processos nas costas pelas improbidades cometidas em seu mandato e também criminais. 



---------------------------------------------------------------

#FichaSujaNão: quem substitui os barrados pela Lei da Ficha Limpa

Em vídeo, o Congresso em Foco faz um convite a você: ajude a espalhar os nomes dos substitutos dos candidatos barrados pela Justiça eleitoral com base na lei da Ficha Limpa


Na hora de votar, avalie a ficha do candidato: #FichaSujaNão


Paul van Dyk & Armin van Buuren: Surrender Then Home

Armin's "I Surrender" and Paul's "Home".


I Surrender
Everybody's seeking meaning
A place to call a home
Something to believe in before we're gone

Everybody's seeking comfort
Someone to be a friend
A hand to hold on to in times of pain

I need some love
I need to hear
The ache of no reason has taken its toll

I think it's time for giving up
I think it's time for giving in

Too tired to fight
All I am I give to you
You are home
In you I feel my meaning

I surrender, I surrender
Surrender, surrender
I surrender

pesquisa da filosofia grega clássica

Projeto põe pesquisa da filosofia grega clássica em sintonia com padrão internacional


24 de setembro de 2014

Por José Tadeu Arantes
Agência FAPESP – Um estudo em profundidade da filosofia grega clássica, centrado em seus dois principais protagonistas, Platão (428/427 a.C. – 348/347 a.C.) e Aristóteles (384 a.C. – 322 a.C.), está em curso na Universidade de São Paulo (USP). Trata-se do Projeto Temático “Filosofia grega clássica: Platão, Aristóteles e sua influência na Antiguidade”, apoiado pela FAPESP.
Por paradoxal que pareça, esse estudo dos antigos constitui, de certa maneira, uma novidade auspiciosa, pois há algumas décadas a filosofia grega clássica encontrava-se praticamente ausente de muitas das universidades brasileiras, como se a atividade filosófica tivesse se iniciado apenas no século XVII, com o francês René Descartes (1596 – 1650).
“Nosso projeto foi concebido de forma bastante ampla, de modo a abrigar diversos interesses dos pesquisadores que trabalham sobre Platão e Aristóteles, propiciando uma interação entre professores do Departamento de Filosofia e do Departamento de Grego da USP”, disse o coordenador do projeto Marco Antônio de Ávila Zingano, professor de Filosofia Antiga da USP, à Agência FAPESP.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Macaco - Moving

uma reflexão importante sobre os efeitos da lei universal de causa e efeito, delineada em uma expressão artística musical e poética...

 Moving

Moving, all the people moving,
One move for just one dream
We see moving, all the people moving,
One move for just one dream

Tiempos de pequeños movimientos... movimientos en reacción
Una gota junto a otra hace oleajes, luego, mares... océanos
Nunca una ley fue tan simple y clara: acción, reacción, repercusión
Murmullos se unen forman gritos, juntos somos evolución

qual a diferença entre os candidatos?

‘Diferença dos candidatos é mínima’
Thiago Navarro

Setembro/2014 - Eleições 2014

A agenda básica dos três principais candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano revela muito mais semelhanças do que divergências. A afirmação é do historiador e cientista político Maximiliano Martin Vicente, professor doutor do Departamento de Ciências Humanas da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac), da Unesp/Bauru.

domingo, 21 de setembro de 2014

híbrido entre humanos e Neandertais?

aviso básico: não creia em tudo que ouve ou lê...rs 

Primeiro híbrido entre humanos e Neandertais pode ter sido encontrado

Publicado . em Ciência & Tecnologia


 
Na região de Monti Lessini (Itália), cientistas encontraram parte do esqueleto de uma criatura que, acredita-se, seria um híbrido entre Homo sapiens e Neandertais.

“Pela morfologia da mandíbula, o rosto do indivíduo teria uma aparência intermediária entre a de Neandertais clássicos, que tinham uma mandíbula recuada (sem queixo), e de humanos modernos, que têm uma mandíbula projetada com queixo desenvolvido”, explica a antropóloga Silvana Condemi, em entrevista ao Discovery News.
Além da comparação estrutural (feita com a ajuda de programas de modelagem 3D que “reconstroem” o esqueleto a partir das partes encontradas), a equipe fez uma análise do DNA do suposto híbrido. Resultado: o DNA mitocondrial (que é transmitido pela mãe) é Neandertal, o que levou os autores a concluir que o “pai” era um Homo sapiens.

O que há de errado com o mundo?

Muitas vezes, com a costumeira consciência de sonâmbulos que arrastamos por aí, todos os dias, olhamos ao nosso redor e nem sempre vemos coisas ou pessoas boas, às vezes vemos coisas ou pessoas superficiais, fofoqueiras, chatas, vemos coisas feias, sujas, mal lavadas, mal cuidadas, mal arrumadas, mal feitas ou mal cheirosas. Vemos o lixo e a podridão do mundo e logicamente não gostamos do que vemos... nos horrorizamos, reclamamos, nos irritamos, protestamos, nos indignamos... 
Identificados estamos com o filme de nossas próprias vidas... e assim deixamos de notar que toda vez que há um problema, lá estamos nós, por perto*. Por que?

Frequentemente nos esquecemos da lei metafísica básica: Seu exterior é tão somente o reflexo do seu interior. Sem tirar, nem pôr. Simples assim. 

Então, não se pergunte sobre o que há de errado com o mundo. O mundo somos nós, em escala amplificada... com nossas mazelas e virtudes. Em nosso inconsciente profundo, ignorados dormem o melhor e o pior... nossas virtudes mais nobres e também os piores "monstros de nossa própria criação". Em nós, o bem o o mal, adormecidos seguem...

Quanto antes compreendermos isso, mais cedo nos daremos conta de que a mudança tem que começar de um certo ponto crucial e fundamental, e que este ponto jaz dentro de nós! absolutamente sempre, sem exceção!

Quando nos olhamos num espelho e detectamos uma mancha em nosso rosto ou na roupa que estamos vestindo, fazemos o quê? limpamos o espelho ou nos limpamos a nós mesmos?

Pense nisso...

(*) para saber mais sobre este tema, consulte a obra "Limite Zero" (Joe Vitale & Ihaleakala Hew Len)

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Macaco: MUNDO ROTO





'Videoclip' dirigido por Javier Fesser, no Campo de Refugiados saharauis de Dajla, em maio de 2009, durante a 6ª edição do "Festival Internacional de Cinema do Saara". Realizado com a colaboração do Grupo ‘Macaco’, dos meninos e meninas de Dajla, a 172 km de Tindouf, no assim chamado "deserto de desertos".
O projeto do filme pelo povo saharaui nasceu com o objetivo de sensibilizar e dar uma solução parcial para as necessidades identificadas, em termos de lazer, formação cultural e audiovisual entre a população de refugiados saharauis nos campos de Tindouf. O objetivo é realizar a difusão cultural por meio da indústria cinematográfica. Além do componente cultural e de entretenimento, o projeto tem como objetivo trazer a opinião pública internacional para a situação do povo saharaui no exílio e sua sobrevivência digna no deserto à espera da conclusão do referendo.


MUNDO ROTO
No dejes que este mundo roto
Estropee tú sonrisa leré
No dejes que este mundo roto
Estropee tú sonrisa leré

Si la vida es un momento,
Penitas pa´fuera; échalas al viento,
Suéltale un soplío, vacila otra vez tú caminar.

Afinal, somos ou não somos sábios?

Quando dizemos: “todos já são sábios”, na realidade o que se quer dizer é que todos tem a sabedoria “em potencial”. São sábios, 'iluminados', porque em essência são mesmo... mas não realizaram essa possibilidade ainda.
Na verdade, não há nada a tirar nem a acrescentar ao ser humano. É apenas uma mudança de perspectiva. É como encontrar a carteira perdida. Ela sempre esteve ali dentro do carro, escondida em um cantinho. Ela estava lá, todo o tempo, embora ninguém soubesse que estava lá. Então, todos os motivos para preocupação, incômodo e tudo o mais, estavam só na mente. No momento que você encontrou a carteira perdida é um momento de acordar. Acordou de um sonho. Os sonhos todos construídos, todos os telefonemas, todas as burocracias, todas as coisas. Todos os prejuízos que estavam implícitos se dissolveram instantaneamente.

Então, nós só não estamos iluminados, só não expressamos sabedoria, amor e paz, porque não enxergamos o que é a iluminação em si. Porque estamos jogados dentro de um sonho e acreditando no sonho. Acreditando no sonho do eu, acreditando no sonho dessa vida, com medo de morrer, com medo de perder seres amados, ansiosos e temerosos com todas as implicações decorrentes. Se acharmos o que estava perdido, é instantâneo. Então, a iluminação, o despertar é um processo instantâneo. Quando você acorda, aqueles problemas que pareciam problemas não são problemas. Na verdade, os problemas continuam exatamente os mesmos, pois a vida é feita de situações que pedem sua intervenção, sua atuação, sua reação... Mas então, o que mudou? Quando você medita e desperta, muda sua atitude, seu ângulo de olhar, sua perspectiva... percebe que tudo é perecível, que você pode perder tudo. 
Por isso, toda agitação e angústia podem se dissolver... Os apegos também se dissolverão. “Ah, se eu for embora o que será da minha família”? Todas as famílias sempre sobreviveram à morte dos entes queridos. Morre e aí continua. A família continua. Pode ser diferente? Pode. Você é que olha de uma perspectiva que faz as coisas diferentes do que elas realmente são. 

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Quanto custa este churrasco?

Carne bovina é dez vezes mais custosa ao meio ambiente, diz estudo

.
em Consumo Responsável



Criação de gado bovino demanda mais recursos naturais que demais culturas.

Estudo foi publicado na revista científica 'PNAS'.
Da EFE






 Produção de gado bovino demanda de mais recursos naturais, como terra e água, 
que outras culturas (Foto: Cristino Martins/O Liberal)

O gado bovino demanda 28 vezes mais terra e 11 vezes mais irrigação que os suínos e as aves, e uma dieta com sua carne é dez vezes mais custosa para o meio ambiente, segundo um estudo publicado esta semana pela revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, a "PNAS".
A equipe observou as cinco fontes principais de proteínas na dieta dos americanos: produtos lácteos, carne bovina, carne de aves, carne de suínos e ovos. O propósito era calcular os custos ambientais por unidade nutritiva, isto é uma caloria ou grama de proteína. A composição do índice encontrou dificuldades dada à complexidade e variações na produção dos alimentos derivados de animais.

Macaco & La Mari de Chambao - Somos luz


assista ao clip no link abaixo:
Somos Luz
Oscuridad se despide hoy; ya viene el sol (sol, sol)
Clarito de luna va casi sin voz, (sol sol)
Una llamita que quemara, no se apagara (sol, sol)
Me guia el ojo, me dice vien, yo alla, alla voy

Somos luz, somos luz, somos... (la oscuridad se despide hoy)
Somos luz, somos luz, somos... (somos luz...)
Somos luz, somos luz, somos... (y ahi en el sol)
Somos luz, somos luz, somos... (somos oye)

La claridad me dice: ya voy.
La sombra mató mi voz,
sin ella estoy muda, se enfria, se enfria, se enfria el calor

domingo, 14 de setembro de 2014

matemática incrível


Existem certos artigos supostamente jornalísticos que parecem bobagem. E muitos realmente são. Há muita informação fútil sendo despejada ou disseminada por uma mídia de massa desastrosa... muita cultura inútil e descartável, curiosidades de almanaque, ruídos que só prestam para 'encher linguiça'. 
A informação abaixo parece uma delas... Mas para quem tem um pouquinho de filósofo, terá aí um belo momento para reflexões interessantes...
Você já parou para pensar como a matemática pode nos levar a respostas incríveis e impressionantes?
Lendo o artigo abaixo, vejo como nos enganamos facilmente com nossas expectativas. Uma delas passa pelo conceito de "progressão geométrica", explorado no exemplo descrito abaixo. Pode até ser uma curiosidade desprezível, mas que é impressionante, isso é!

 

 

Se você dobrar um papel ao meio 103 vezes, ele terá a espessura do universo

Dobrar um papel ao meio várias vezes não é tão simples quanto parece: o recorde atual é de Britney Gallivan, que conseguiu dobrar o mesmo papel 12 vezes. Mas se a folha for grande o suficiente – e se você usar bastante energia – é possível dobrá-la quantas vezes quiser. O problema: se você fizer isso 103 vezes, a espessura do papel será maior do que o universo observável. Sério.

Os joguetes da vida: cuidado!

A seguir poderemos ler uma reflexão assustadoramente radical sobre o que somos e sobre o que são as distintas situações da vida...
Aviso que a reflexão não é nada lisonjeira em relação à ideia que geralmente nutrimos sobre quem somos, sobre nossa própria identidade.
Acreditamos geralmente que somos uma substância que não se confunde com os demais, nem com o resto do mundo, que somos uma consciência, um ego, uma entidade real, substancial, uma alma ou espírito. Mas o que de fato sabemos de nós mesmos?  Realmente conhecemos a nós mesmos ou o que sabemos a nosso respeito são ideias advindas de outras pessoas, doutrinas, filosofias ou livros? De tudo, o que de fato constatamos por nós mesmos?
Nossas experiências vão se aglomerando e acontece por fim que, a este conjunto bastante difuso de vivências acumuladas, acabamos chamando de 'eu mesmo', 'mim mesmo'. Essa auto-imagem é propagandeada pela nossa personalidade. Nosso corpo e nossa personalidade nos dão a falsa sensação de que temos uma unidade egóica, contínua e coerente. Basta uma hora de prática intensa de auto-observação para constatar que essa concepção é profundamente equivocada.
No fundo, se abstrairmos o corpo físico, se o colocarmos de lado por um momento, e se fizermos o mesmo com o frágil verniz de nossa personalidade (conjunto de regras advindas da cultura do nosso grupo/sociedade), a crua realidade interior irá nos mostrar que não possuímos qualquer unidade ou constância psíquica (em verdade, a inconstância e a contradição interna são a regra)...
Se precisarmos falar com 'João', não se achará de fato um 'eu' específico ao qual possamos nos dirigir e que represente o João. Se quisermos encontrar 'Maria', a quem teríamos que nos dirigir exatamente? qual dos eus de Maria a representa? Notaremos não haver uma entidade psicológica a que possamos realmente chamar de Maria, que nos indique quem realmente Maria é.
Prova inconteste deste fato psíquico é que a cada momento, nossas opiniões, vontades, ansiedades, frustrações, suspeitas, desejos, pensamentos, emoções, anseios, medos, sentimentos, sonhos, ambições, paixões, traumas, etc se alternam num desfile tétrico e caótico, aos milhares com o passar do tempo, e ao sabor de estímulos corporais ou ambientais infinitos que recebemos.
Em uma jornada, na busca pela nossa própria identidade, absolutamente ninguém pode nos levar pela mão. Essa viagem é a única que só podemos fazê-la por nós mesmos. Ninguém pode nos conduzir até o âmago de nós mesmos. Nenhum psicólogo, mestre, anjo ou divindade. O que a divindade pode fazer? pode nos apontar o caminho. Mas ele precisa ser trilhado por cada um. Cada um de nós é que terá que constatar por si mesmo, quem de fato é... e quem não é! Nesta entrada deste caminho, aqui mesmo, caem mortas todas as teorias, teologias, poesias e fantasias...
O que há em nós que está sobrando? o que é lixo e o que tem valor? quais são as queridas falsas identidades a que temos tanto apego e apreço?
Lembre-se: os rótulos, os certificados, as credenciais, as certidões, não nos dirão nunca quem de fato somos. Nenhuma etiqueta, nenhum líder, nenhuma pessoa ou livro lhe poderá dizer quem é seu Ser Íntimo, eterno e real.
Incrivelmente, quase tudo que achamos que somos, não somos...
É disso que fala o texto abaixo. Um texto curto e duro, que deve ser lido com cuidado, mastigado e digerido aos poucos, pois em geral não gostamos de ouvir certas verdades. Preferimos os discursos de adulação, as lisonjas, os confetes, as apologias... queremos crer que somos criaturas valorosas e magnânimas, o ego quer garantir uma 'morada eterna' para si proprio, pois que teme a morte... ignoramos completamente que o único destino do ego é a aniquilação total.

Silvio MMax.



Os jogos da vida são nada mais que isso: jogos...


O que chamamos de “eu” é mais ou menos como o eixo de um redemoinho. Há movimento, você vê o centro do redemoinho e diz: “Há um eixo”. “Parece” que há um eixo. Na verdade, há um, enquanto existe o redemoinho. Cessou o redemoinho, cadê o eixo? Nós somos redemoinhos nesta existência, movimentos e fluxos de pensamentos, paixões, etc. Nosso “eu” é o eixo, mas, na verdade, nós não somos redemoinhos. Nós somos o céu azul.

LISBOA - Wendy Nazaré & Pep's



Wendy Nazare em dueto com Pep.









Lisboa
Ca n'fait même pas 20 ans que j'te connais et toi tu vois déjà dans mes veines
Le creux qu'à laissé les larmes et la distance de 2000 km

C'est parce que t'as la même gorgé de soleil et de souvenirs qui dansent
Au rythme des fados, de leur robe noir et des cris immenses

Wendy Nazaré - Un temps (Version cordes)

Extraído do álbum "Pas de pareil" "edição especial"

Há um tempo para tudo (Eclesiastes)

E Wendy Nazaré captou toda a beleza do poema bíblico em uma música lindíssima, acompanhada de um jogo de imagens igualmente impressionantes.

(versão com cordas)

Un temps 


un temps pour naître 
et un temps pour mourir,
un temps pour perdre,
et un temps pour offrir... pour offrir.
un temps pour se taire,
et une autre pour se lamenter,
et un temps pour déclarer la guerre, 
et un temps pour pratiquer de paix... traiter de paix.

sábado, 13 de setembro de 2014

o valor da auto-observação psicológica




“A postura da auto-observação psicológica ('observação vigilante') não deve ser interpretada como 'uma prática mística oriental'. Rotular desse modo não irá nos ajudar em nada. Não se trata aqui de um preceito religioso, mas de uma prática séria e profunda de autoconhecimento, partindo de nós mesmos, não de um terapeuta ou psicólogo ou líder religioso. 
O próprio despertar de nossa consciência (que se acha profundamente adormecida) depende dessa prática. Somente o próprio sujeito pode fazê-la. Não há como transferir nem mesmo parte dessa responsabilidade para uma terceira pessoa, seja ela um médico, um mediador divino, um mestre ou consultor. Ninguém pode intermediar sua relação com seu próprio Ser íntimo, sua realidade interna. 
A auto-observação psicológica não se trata de um ritual que adotamos por pertencer a esta ou àquela cultura. É certo que Sidharta Gautama a ensinou durante seus 45 anos como professor. É também evidente que Jesus (Orai e Vigiai...) e muitos outros, depois de Buda, também  a ensinaram. A "observação vigilante" não é uma teoria ou doutrina, nem faz parte de algum sistema de crenças específico. Podemos pensá-la como um método para nos ajudar a descobrir nosso potencial, para nos autoconhecer e para despertar a nossa consciência dormente. 

Carimbó: cultura imaterial

Carimbó é reconhecido como patrimônio cultural imaterial do Brasil


Gustavo Serrate/Ministério da Cultura
Manifestação cultural típica do estado do Pará e da Região Amazônica, o carimbó (dança de origem indígena) foi reconhecido como patrimônio cultural imaterial do Brasil, em votação unânime do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, nesta quinta-feira (). A dança, executada ao som de instrumentos artesanais, por mulheres com saias rodadas e floridas e homens com camisas coloridas, passa a ter maior apoio do Estado para preservar a tradição.O pedido de inscrição do carimbó no Livro de Registro das Formas de Expressão foi feito por diferentes grupos, e entre 2008 e 2013 o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) conduziu o processo e acompanhou as pesquisas para identificação do carimbó em diversas regiões do Pará.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Depeche Mode - In Your Room


In Your Room

 
In your room
Where time stands still
Or moves at your will
Will you let the morning come soon
Or will you leave me lying here
In your favourite darkness
Your favourite half-light
Your favourite consciousness
Your favourite slave

Depeche Mode - Tensão Frágil

Fragile Tension

There is a fragile tension
That's keeping us going
It may not last forever
But oh when it's flowing

Site registra promessas eleitorais de candidatos

Site registra promessas eleitorais de candidatos
A ideia do site criado pela Rede Nossa São Paulo, pelo Programa Cidades Sustentáveis,
e Rede Social Brasileira, é promover o registro de promessas nas campanhas de candidatos pelo portal "De Olho nas Promessas".

Os compromissos feitos por candidatos de qualquer região do país poderão ser acessados do site www.deolhonaspromessas.org.br. Lá serão disponibilizadas informações para que a população possa posteriormente acompanhar se as promessas estão sendo honradas pelos que forem eleitos.

Além disso, pelo portal é possível acessar o site do Tribunal Superior Eleitoral e acompanhar os processos eleitorais observando os compromissos assumidos pelos candidatos em seus programas de governo disponíveis por lá.

Como o próprio sítio bem coloca: "Nas campanhas eleitorais, em geral, os candidatos prometem muitas coisas para ganhar o voto dos eleitores e, passadas as eleições, muitos nem lembram do que prometeram... Confira o que os candidatos afirmam que irão fazer se forem eleitos. Acompanhe. E cobre depois."


Ascom_MCCE


Assessoria de Comunicação - Comitê Nacional
Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral - MCCE
(61) 2193-9646
www.mcce.org.br


MCCE - 12 ANOS (2002-2014)
Voto não tem preço, tem consequências.

14º Aniversário da Lei 9840/99 (Lei da Compra de Votos)
4º Aniversário da LC135/10 (Lei da Ficha Limpa)

Observatório Social lança Campanha "Cidadão Fiscal"

Observatório Social Lança Campanha "Cidadão Fiscal"
agosto/2014

 

Objetivo da Campanha "Cidadão Fiscal" conscientizar o cidadão que ele precisa ir além de contribuinte e eleitor


O Observatório Social de São José (OSSJ), além de ser um ambiente li­vre de vínculos político-partidários, foi criado e é mantido pela socieda­de josefense. Um dos grandes de­safios da entidade, entretanto, tem sido mobilizar os cidadãos para o po­der-dever de fiscalizarem os gesto­res e os gastos públicos, bem como de participarem como voluntários e apoiarem financeiramente o OSSJ, que se propõem a reunir os esforços individuais e transformá-los numa ação coletiva, possibilitando maxi­mizar o controle social e os resulta­dos daí decorrentes.
Para mudarmos a realidade da gestão pública brasileira, começando pela cidade onde vivemos, precisa­mos ir além de meros contribuintes e eleitores – que equivale a darmos um cheque em branco e uma procuração para terceiros – fiscalizando como os recursos estão sendo aplicados e que decisões estão sendo tomadas em nosso nome.
Por isso, este Observatório Social lança a Campanha “Cidadão Fiscal”, com o objetivo principal de estimu­lar o cidadão a fiscalizar, transfor­mando a sua justa indignação em ação, em atitude, em pleno exercício da cidadania, que congrega, além do direito-dever de pagar tributos e vo­tar, o de ser também um fiscal. Nesse sentido, o OSSJ orientará como todos os interessados podem se tornar um “Cidadão Fiscal” em seu Município, a partir da fan page criada no Facebook  http://goo.gl/mRbTvl
Esse, na verdade, é o único cami­nho que, se trilhado pela população, poderá colocar São José – bem como outras Cidades - como refe­rência em gestão pública, destacan­do-se em termos de transparência, uso racional dos recursos, eficiência, baixo nível de corrupção e, sobretu­do, efetividade na prestação dos ser­viços públicos.
Cada “Cidadão Fiscal” poderá par­ticipar com o conhecimento e os recursos que dispor. Numa segunda etapa, pretendemos reunir, por exemplo, os advogados da nossa cidade para fiscalizarem os atos jurídicos – licitações, contratos, nomeações, projetos de lei - distri­buindo-os entre os partícipes que serão relatores dos processos. Os relatórios-votos serão submetidos ao Comitê Gestor da campanha que deliberará pelos encaminhamentos que serão tomados para cada caso. Se existirem suspeitas irregularida­des, o processo será remetido para o Tribunal de Contas do Estado e ao Ministério Público. Nesse mesmo viés, os Contadores ficarão respon­sáveis pela fiscalização dos atos or­çamentários, financeiros e contábeis, os Administradores, pelos atos de gestão, e assim por diante.
Acesse à Fan Pagehttps://www.facebook.com/pages/Cidad%C3%A3o-Fiscal/1535742129972876